sexta-feira, abril 29, 2005

Perder a cabeça



Hoje, ao jantar, assim como que se entranha-se o espírito de "tratamento de choque", isto deve ser por habitar há tantos anos neste bonito "jardim das rosas", resolvi num momento de devaneio destruir uma garrafinha da Região Demarcada - Portimão 1989!
Sejamos realistas, para que queria eu aquele espaço ocupado, aquilo ali a ficar cheio de pó... Amanhã logo passo no Lidle e preencho o espaço vazio com uma qualquer importação com a garrafa num formato mais moderno!

ps: Brindamos várias vezes à farpela da Sr.ª Vereadora Isilda Gomes, aos deslumbrantes bigodes do Sr. Renato Mendes, não nos esquecemos do nosso sempre majestoso Presidente Manuel da Luz e naturalmente, a todo um vasto leque de futilidades...

Maioria PS rejeita inquérito



Jaime Dias, vereador eleito pela coligação “Portimão a Sorrir” viu a proposta referente à realização de um inquérito sobre os procedimentos que levaram à necessidade invocada de demolir a fachada do Palácio Sárrea Prado, rejeitada pela maioria Socialista. Apresentada no passado dia 20, Jaime Dias pretendia ainda apurar os motivos da necessidade de prorrogação do prazo da empreitada, de forma a saber-se de quem foi a responsabilidade de tais factos.

Amigo Jaime, amigo Jaime, até parece que ainda estou a ouvir o comentário na ala leste do Palácio Bívar no jardim das rosas... "f****** que chato do c******!", sei que não me vai contrariar, pois sabe-o tão bem ou melhor que eu que assim se passou.
Agora isso de apontar o dedo a alguem, procurar um culpado, é pá tanto trabalho, afinal aquilo não passava um monte de calhaus do tempo da maria cachucha, nem ninguém se lembra de quem mandou contruir ou fazer... o melhor mesmo é deitar a baixo, aliás, grande jantar ganhei eu, que assim que a obra começou apostei logo que a fachada não ia lá ficar muito tempo. Mas ouça lá, amigo Jaime, tem alguma dúvida que foi propositado? Eu não... eu e provávelmente a maioria dos Portimonenses.

O vereador Jaime Dias queria apurar as responsabilidades de cada uma das entidades envolvidas, a empresa à qual foi adjudicada a obra obrigou-se a executá-la em 10 meses, tendo como prazo final 7 de Maio de 2005, no entanto, esta afirma que em fins de Janeiro de 2005 os projectos das estruturas e de especialidades ainda não lhe tinham sido entregues (opss). Por outro lado, o vereador Jaime Dias divulga que o empreiteiro, no início de Março de 2005, alega razões legais para uma prorrogação da empreitada, estendento o prazo por mais 6 meses, como resultado das alterações e indefinições que se verificaram. Numa carta datada de 7 de Março de 2005, o empreiteiro confirma a prorrogação do prazo da empreitada para 08/11/2005, no seguimento do acordado na reunião do dia 24/02/2005. Impõe a opinião pública saber que sentido faz a Câmara Municipal de Portimão, no dia 20 de Abril de 2005, deliberar sobre um assunto já decidido há quase dois meses.

A realidade é apenas uma: aos objectivos globais traçados, que incluíam a preservação da fachada, tal como, aliás, o Instituto Português do Património Arquitectónico preconizava e ninguém quer que se saiba o que realmente se passou, porque amigo Jaime Dias... tudo vai bem no jardim das rosas, bem... tudo, tudo, nem por isso surgiram agora para ai uns gajos que são uns verdadeiros bandidos! uns... uns... fascistas! Pena é que não usem espelhos lá em casa...

... quem?

Num desses inúmeros blogs da blogesfera nacional, fui encontrar um "post" que, no mínimo é intrigante, senão analisemos...


PRD;
Gato escondido com rabo de fora.

O partido que se apresenta sob a sigla PRD, resultou da "compra"dos escombros do falecido PRD "Eanista",(um bando de racistas e xenófobos apoderou-se desta maneira da sigla).Não sei quem foi o "Chico Esperto"que tirou proveito do negócio, mas sei que os antigos dirigentes do referido partido deviam de tornar público o negócio, nem que fosse únicamente para "lavar a honra".
No entanto não estão para aí virados!
Passo a citar uma pérola da propaganda radiofónica do dito partido;
"-É preciso acabar com os bandos étnicos violentos que espalham o ódio pelas nossas cidades".
Ou seja Luso-nazismo espalhado ao domicilio às custas do erário público!
-Será que em Portugal ninguém leu a constituição?!
-Também o partido de LePen foi um partido de 2%!
fernando greg


Ora o simpático e descuidado cybernavegante, questionará: PRD? Quem serão esses?! Luso-nazis?!? Depois de algumas horas de busca no sapo e no google... nada! PRD? Algumas ligações! lá para fora, para o estrangeiro! Afinal que "post" é este? Qual é a sua finalidade?

Concluo, com um sorriso nos lábios, afinal também não leu a constituição... é que não há rasto a esse tal PRD! E já agora, Sr. Fernando Greg, que tem o desplante de atirar a constituição à cara de todos nós Portugueses, o seu maravilho, dinâmico e lindo partido, o BE não participa em manifestações violentas de anti-globalização? Não tem dirigentes a interromper assembleias municipais para a qual não foram eleitos, a titulo de exemplo pois parece carecer de memória, na cidade do Porto uma tal reivindicação pela atribuição de casas a um grupo de etnia cigana? Não apoia organizações pró-abortivas que inclusive até divulgam métodos abortivos caseiros, e neste caso concreto até clamaram pela violação da constituição, alegando que o barco deveria entrar em águas nacionais de qualquer forma? Não incentivam publicamente o consumo de substâncias ilícitas? Não exigiu o incumprimento dos prazos para a realização do referendo sobre o aborto?... apenas para citar alguns exemplos do cumprimento estrito da lei e da constituição protagonizada pelas acções desses senhores.
Afinal quem é que não cumpre com a constituição? Não será caso para afirmar: quem tem telhados de vidro...
Aguardo ainda resposta ao e-mail onde lhe solicitava mais informações sobre essa tal PRD luso-nazi, para que não esforçe a sua memória, aqui fica uma vez mais o meu E-Mail.

quinta-feira, abril 28, 2005

A pérola da arqueologia subaquática



Até estremeci quando ouvi falar na navegabilidade do Rio Arade, é que nos últimos anos, têm vindo a Portimão, e desta vez não vieram a banhos, especialistas com o único propósito de pesquisar o nosso rio, cada vez que revolvem o fundo, é como se brotassem tesouros arqueológicos. Foram identificadas e catalogadas cerca de 500 peças, mas, a acreditar nos peritos isto é apenas o início da operação de “resgate”. Tudo isto ia muito bem, não fosse no entanto, as dragagens avançarem a qualquer momento, mesmo sem a conclusão do levantamento preliminar dos tesouros arqueológicos do Arade, de salientar que até aqui nada de novo, nós os Portimonenses já estamos mais que habituados a conviver com a destruição alienada dos poucos e pobres tesouros de Portus Hannibalis, Portus Magnus, Porcimunt ou lá como os antigos lhe chamavam.

A conclusão do estudo de impacto ambiental sobre a navegabilidade do rio Arade, levado a cabo pelo Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos (IPTM) termina apenas no próximo mês de Julho, indicando até agora, que os prejuízos ambientais são apenas temporários. Os autarcas já esfregam as mãos de felicidade para que as dragagens avancem finalmente rio acima.
O estudo incidiu sobre o impacto negativo na qualidade da água e ar, ao nível do som, da biologia e dos sapais, fazendo ainda uma referência à arqueologia presente no local, nomeadamente a necessidade de se fazer o acompanhamento do projecto e das obras em causa.

Gostariam, por seu lado, os arqueólogos a desenvolver a sua actividade no Rio Arade nestes últimos anos, que fosse feito muito mais no sentido de se salvaguardar o património existente e aquele que ainda se encontra por identificar.
Não me recordo, a tenra idade não me permitia, mas os há que se lembrem com certeza, do dia 10 de Outubro de 1970, quando acidentalmente, uma draga trouxe a descoberto uma moeda de ouro romana e restos de madeira de embarcações antigas, denominadas mais tarde por Arade 1 e Arade 2. O Rio Arade e Portimão saltaram para o centro das atenções da arqueologia nacional e internacional,
No entanto, as primeiras pesquisas permitiram apenas formular perguntas e, passados anos, os mergulhadores continuam a resgatar verdadeiros tesouros arqueológicos do fundo deste nosso rio, actualmente com recurso a tecnologias muito mais avançadas.

Como a esperança é a última a morrer, vamos ver e aprender como os nossos autarcas procedem sobre mais esta relíquia do passado, aguardamos... aguardamos!

terça-feira, abril 26, 2005

A liberdade em que vivemos

Já que estamos na época em que a liberdade anda na boca de toda a gente, sobretudo na dos políticos do sistema, veja-se o que escreveu no seu blogue, não há muito tempo, o atrofiado mental Daniel Oliveira, assessor de imprensa do bloco de esquerda, sobre os tempos de antena eleitorais do PNR: «Crime na TV. Nos tempos de antena de uma organização neo-nazi fala-se de “grupos étnicos que promovem a insegurança”, ao mesmo tempo que mostram grupos de negros. Tudo isto, em quatro canais de televisão. Independentemente de ninguém levar a sério estes grunhos, em Portugal são proibidas declarações racistas. Não se trata de censura. É proibido, da mesma maneira que é proibida a difamação. E a difamação generalizada contra uma raça, promovendo o ódio racial, é uma agressão a um grupo de pessoas. Espero que, depois das eleições (não lhe vamos dar visibilidade agora), alguém ponha estes débeis mentais em tribunal. Barnabé/Daniel Oliveira». Fica aqui bem expresso o conceito de liberdade da extrema-esquerda e quem, afinal, promove o ódio e a difamação sobre um grupo de pessoas. Quem quiser ver a carinha do atrofiado em questão basta-lhe ver o programa “O Eixo do Mal”, que passa na SIC-Notícias.

upss



Os olhos bombardeavam intensamente o cérebro, mas o espanto não me deixava reagir! Mas porque é que me levantei cedo no sábado? Para ter que ver estas coisas logo de manhã? Sim senhora, e ali esteve sábado, o domingo e toda a segunda-feira... o mais alto símbolo da nação, altiva... orgulhosa... hasteada de pernas para o ar no edifício da Policia Judiciária! Da terceira vez que passei pela rua ainda parei para lhes bater à porta, mas...

...mas pelos bigodes do Vereador Renato, terei sido o único a ver isto?!?

A javardice do costume



Com as autárquicas à porta, o stress a aumentar e a pressão a subir a cerimónia comemorativa do 25 de Abril ficam este ano marcadas pelas birras que os nossos políticos de trazer no bolso já nos habituaram! João Amado (PSD), com mais ou menos razão, saiu do lugar de honra para se ir sentar numa das últimas filas, abandonando a mesa em protesto contra a intervenção da nossa deslumbrante Isilda Gomes, líder do PS/Portimão, exactamente quando a senhora afirmava «esta oposição não interessa aos portimonenses, esta oposição não é solução para Portimão, bem pelo contrário, ainda complica mais os problemas».

João Amado que no seu discurso se tinha escusado a fazer críticas à actuação da autarquia, mesmo tento recebido muitos pedidos nesse sentido como ele próprio referiu, entendeu no entanto, não ser o local nem a altura indicada para o efeito, mesmo assim teve que ouvir e engolir o que a nossa deslumbrante Isilda Gomes tinha já escrito no papelinho, provavelmente não foi por maldade, provavelmente a falta de oratória não lhe permitiu omitir tais parágrafos.

Ao estilo de bonzinho da fita, Manuel da Luz, presidente da Câmara veio ainda arrematar o assunto com uma indirecta afirmando que não está à espera que a oposição «bata palmas ao que fazemos», que ouve e aceita as críticas, mesmo quando não concorda com elas, e que o mesmo deveria acontecer com todos os restantes agentes políticos.

Caro Manuel... sim senhor! Magnifico exemplo de democracia e liberdade de expressão!
Clap! Clap! Clap! Clap! Fique sabendo que o aplaudo quando o senhor tem aquelas raríssimas boas ideias e que o critico quando mete o pé na poça, e que como presidente e líder da nossa cidade deveria ter no mínimo, a obrigação de o fazer em relação a qualquer concidadão seu! Afinal... denoto egoísmo, egocentrismo e falta de humildade! Olhe, meta esses olhos no exemplo do Presidente do Japão, que veio através dos meios de comunicação pedir publicamente desculpas às famílias do fatídico acidente ferroviário. Humildade! Humildade! Mas de facto isso sou eu, com o meu mau feitio e confesso que não sou politico, causa mais que justificável para o não compreender...

segunda-feira, abril 25, 2005

Comunicado da Comissão Directiva
Trinta e um anos depois do 25/A



Na passagem do 31º aniversário do 25 de Abril, o Partido Nacional Renovador (PNR) considera ser tempo bastante para se fazer uma avaliação do sistema vigente. Podemos hoje concluir que os resultados estão bem à vista e não são nada animadores.
Instituída após o golpe, a democracia pluralista — à míngua de projecto alternativo — enfiou-nos na União Europeia, sem qualquer consulta prévia, arriscando a dissolução de Portugal no imenso espaço ibérico.
Segundo vários analistas económicos, o desenvolvimento do País retrogradou para os índices de 1962. E se, de algum modo, se disfarçou a pobreza indígena, foi à custa da destruição da indústria, da agricultura e da marinha mercante nacionais, trocadas pelo dinheiro de Bruxelas. Esse maná terminará em breve: sem dinheiro e crivados de dívidas, corremos o risco de morrer de fome. Belo desenvolvimento...
Actualmente, Portugal enfrenta gravíssimos problemas de desemprego, de corrupção, de competitividade económica, de tráfico de droga, de imigração, de criminalidade, de miséria, de insegurança… Até mesmo a famosa “liberdade” que os abrileiros tanto prometeram, falhou. Ou será que alguém acredita que é livre um povo cujo destino está nas mãos de Bruxelas? Ou cujos cidadãos vivem diariamente confrontados com o medo de, a qualquer instante, serem assaltados na rua?
Trinta e um anos não foram suficientes para que a classe política acabasse com a miséria e a pobreza dos Portugueses. É tempo, pois, de surgir uma alternativa credível e descomplexada para que se avance na História! Única força política com fundamentos verdadeiramente pós-abrilistas, o PNR assume-se como a vanguarda na luta por um Portugal novo.

domingo, abril 24, 2005

Reunião extraordinária dos G5



No próximo dia 12 de Maio os ministros do Interior do G5 vão encontrar-se em Paris para uma "reunião extraordinária" dedicada ao controlo das fronteiras externas da UE.
Na última reunião do G5 em Granada (Espanha), em Março, Dominique de Villepin, ministro do Interior francês, propusera à Alemanha, Espanha, Itália e Reino Unido, uma maior "cooperação para lutar eficazmente contra a imigração irregular".
A reunião de 12 de Maio permitirá ainda "estudar as pistas para melhorar o controlo das fronteiras internas do espaço Schengen".

Aumentam os descontos em 2006

O desconto mínimo vai aumentar para os trabalhadores independentes a recibos verdes, actualmente calculado com base no salário mínimo passará então a ser calculado com base num salário mínimo e meio, agravando a contribuição obrigatória para a Segurança Social em 50%.
Na prática, os descontos passam de um mínimo de € 119, 90 para € 178,86 euros,Vieira da Silva garantiu que o objectivo é apenas o de prevenir a evasão contributiva entre os trabalhadores independentes, garantindo que os trabalhadores a recibo verde que efectivamente não ganharem acima do salário mínimo serão protegidos.
A revisão do regime contributivo dos trabalhadores independentes a recibo verde será feita em 2006, disse o ministro do Trabalho e da Solidariedade.

sábado, abril 23, 2005

A constitucionalidade da pergunta...

O Presidente da Republica tem apenas mais 6 dias para aprovar e remeter ao Tribunal Constitucional a questão da constitucionalidade da pergunta: "Concorda que deixe de constituir crime o aborto, realizado nas primeiras dez semanas de gravidez, com o consentimento da mulher, em estabelecimento legal de saúde?".
Este orgão terá então 25 dias para se decidir, e caso dê parecer positivo, e agora no prazo de 20 dias o Presidente da Republica, decidirá ou não, pela convocação do referendo a realizar-se entre 60 a 90 dias após este prazo.

Grande manifestação em Madrid



Cerca de 15000 patriotas espanhóis desfilaram em Madrid no passado dia 17 de Abril, respondendo a um apelo de La Falange em “defesa da unidade de Espanha e contra a política do governo socialista de Zapatero e os seus aliados separatistas”. Esta manifestação, que contou com a adesão de numerosas organizações patrióticas, teve ampla cobertura mediática. A finalizar as intervenções, Fernando Cantalapiedra, chefe nacional de La Falange referiu: “Assistimos à radicalização absoluta do PSOE, à eliminação de uma parte da nossa história, ao permanente andar para trás, à ditadura e imposição do que é bom e mau, e aqui vale tudo, pode-se ser comunista, separatista, drogado, homossexual, mas não se pode ser espanhol”. No domingo 17 de Abril foram milhares nas ruas de Madrid mostrando que “tudo é possível de novo”

Cruzadas 2005?



Espanha

Começaram a ser julgado 24 indivíduos, mantento-se ainda 25 pessoas estão em prisão preventiva por implicação nos atentados do 11 de Março, em Madrid. Um menor de 16 anos foi condenado em Novembro a seis anos de prisão, depois de se declarar culpado do transporte do explosivos utilizados nesses ataques. O Mohammed Achraf (argelino) é suspeito de liderar a célula que preparava um atentado contra a mais alta instância judicial espanhola enfrenta agora um processo de extradição da Suíça.


Alemanha

Em Fevereiro de 2003 é julgado e condenado, Mounir el Motassadeq (marroquino) pelos atentados de 11 de Setembro de 2001 com 15 anos de prisão por cumplicidade nos ataques e por pertencer a uma organização terrorista. Recomeçou a ser julgado em Agosto, na Alemanha, após o tribunal reabrir o processo, argumentando que as autoridades dos EUA não tinham transmitido todos os elementos.


Bélgica

Dez anos de prisão para Nizar Trabelsi (Tunisino) foi a pena atribuida pelo tribunal de recurso de Bruxelas pelo planeamento de um atentado contra uma base militar belga, onde estão estacionados militares dos EUA.
O mesmo tribunal reduziu para sete anos a pena do belga Tarek Maaroufi de origem tunisina, autor de documentos falsos usados por voluntários da Jihad islâmica.


França

Djamel Beghal (islamita) foi condenado a dez anos de prisão pela criação de uma associação terrorista. O objectivo seria atacar interesses americanos.


Turquia

Processo em curso contra 71 islamitas acusados de participar numa série de atentados que fizeram 63 mortos em 2003, em Istambul.


Estados Unidos da America

Richard Reid (Britânico) treinou nos campos da Al-Qaeda, foi condenado a prisão perpétua pela tentativa de atentado, com explosivos escondidos nos sapatos, a bordo de um avião que efectuava a ligação Paris-Miami.
Mohamed Ali Al-Moayad (Imã), está a ser julgado pelo presumível apoio financeiro ao Hamas e à Al-Qaeda, tal como o francês de origem marroquina, Moussaoui.


Iémen

Confirmada a pena de morte contra Abdel Rahim Al-Nachiri, detido nos EUA, julgado à revelia.
Reduzida a pena de Jamal al-Badaoui para 15 anos de prisão. Ambos estiveram envolvidos no ataque contra o USS Cole.


Jordânia

Duas condenações à morte, oito penas perpétuas e a prisão de dez islamitas acusados de fazer parte de uma rede terrorista ligada à Al-Qaeda.


Indonésia

Mais de 30 pessoas foram condenadas pelo atentado de Bali - três delas à pena de morte. Pertenciam à rede terrorista de Jamaah Islamiyah, ligada à Al-Qaeda.

As férias gregas de Barroso



O líder do socialista do PE (Parlamento Europeu), Martin Schulz, pediu a comparência do presidente da CE (Comissão Europeia), Durão Barroso, na conferência de presidentes do parlamento, para explicar as suas férias no iate do magnata grego Spiro Latsis, em Agosto de 2004, quando o ex-primeiro-ministro português era presidente indigitado da Comissão.
Isto na sequência de Schulz ter lido o artigo publicado pelo influente diário alemão Die Welt onde Barroso e da sua família desfrutam um cruzeiro com um custo estimado em 20 mil euros.
Até não deveria existir problema nenhum, se não fosse um pormenor em que o valor máximo de um presente dado a um funcionário europeu atinge apenas 300 euros.

... E lá vai Barroso Parlamento Europeu explicar as suas férias gregas, será que vai falar em grego?

sexta-feira, abril 22, 2005

Não françês aumenta para 58%



Sai o 21º inquérito com a tendência para o Não, e por mais voltas e reviravoltas que os políticos têm, o Não ao tratado constitucional europeu aumenta de dia para dia em França. No próximo dia 29 de Maio 58% dos franceses vai votar contra o documento e apenas 42% a favor, são as contas apresentadas por mais uma sondagem, esta realizada pelo instituto BVA e divulgada na revista semanal L'Express, tento subido 5 pontos percentuais em relação ao último inquérito.

Dos agricultores franceses 69% está com o Não, os empresários, os ditos patrões das pequenas empresas, inclinam-se na sua grande maioria da mesma forma para o Não, referem o jornal Le Monde citando uma sondagem recente do IFOP.

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Michel Barnier, comentou à margem de uma reunião da NATO, na Lituânia, que, caso um país rejeite a Constituição, a UE enfrentará "um bloqueio político", alertando ainda que os países que recusarem a Constituição tornam-se imediatamente um país fraco na UE perdendo influência!

Ora muito bem, atingimos a fase das ameaças, que se seguirá na procissão?

quinta-feira, abril 21, 2005

A Pseudo-democracia da blogesfera



Informa o autor que este blog pretende ser uma listagem de blogs produzidos a partir de Portimão ou de fora, por gente de Portimão e que até podem deixar endereços de novos blogs nos comentários.
Mensagem simpática para quem lá chega pela primeira vez! Após uma rápida passagem, somos contemplados com a listagem completa de blogs oriundos da cidade de Portimão ou com influência Portimonense, cobrindo um enorme leque de temas, deste pessoais, os vulgo politicamente correctos, sociais, críticos destrutivos e construtivos, eróticos, pornográficos, anarquistas, sei lá mais o quê... é de facto um local de referência!

O senão? bem... o pequeno senão foi o autor ter encontrado o Portimão Nacional, Jesus credo que horror, louvado seja a Nossa Senhora de Fátima e todos os Santinhos... Conclusão? Nada de novo pelas terras dos Algarves, o normal palavreado denominado como democrático, vá lá... desta vez não chamaram nomes à mãe de ninguém, nem proferiram palavrões, sou até capaz de apostar que nem se deram ao trabalho de ler alguns dos nossos "post's" e ver a nossa linha de orientação, a força e vontade que nos move! O espanto foi tão grande, que nem se aperceberam que os autores dos denominados X-Nacionais colocam "post's" uns nos outros, ao pressionar sobre o pseudonimo deste vosso blogista, eis que aparecem Portimão, Coimbra, Lagoa e Loulé (ainda)... tentando fazer passar a ideia que afinal os singelos 500 votos do PNR nas ultimas eleições foi um qualquer passo de magia conseguido pela minha pessoa... palavras para que?

A César o que é de César!


PNR critica declarações
de Sampaio sobre aborto



O PNR não pode deixar passar em claro as declarações do Presidente da República em França, onde, em resposta a uma pergunta colocada por uma estudante sobre a actual lei do aborto, lembrou que “a sua posição é conhecida e é favorável a uma evolução da lei”, expressão que normalmente os abortistas utilizam para mascarar a ignorância das suas posições. Continuar hoje a apresentar a uma mulher com dificuldades na sua gravidez a solução do aborto, é reduzir um drama humano a uma simples bandeira partidária, própria de quem continua a servir-se dos problemas dos mais desfavorecidos para fins de mero espectáculo político. O PNR critica o Presidente da República Jorge Sampaio – abortista confesso – por se pronunciar neste momento a favor de um dos lados, quando se anuncia a realização de um novo referendo. A evolução de que Portugal e os Portugueses precisam nada tem a ver com leis abortistas ou clínicas de aborto, mas sim com novas mentalidades que ponham fim ao desvario da actual classe política.

PNR Nacional


Ratzinger põe em perigo
o diálogo entre as religiões?



SIM
Um olhar rápido sobre as reacções dos representantes de várias religiões à escolha de Joseph Ratzinger é a prova de que existe o receio de um retrocesso no diálogo iniciado por João Paulo II. Aliás, o novo Papa é conhecido por seguir uma linha conservadora dura inclusive por figuras da Igreja. As mesmas que ontem diziam (esperançadas) que o cardeal Ratzinger morreu, tendo nascido o Papa Bento XVI.

Miguel Martins, Subeditor de Sociedade


NÃO
Há muito tempo que era Joseph Ratzinger quem “mandava” no Vaticano. A doença de João Paulo II obrigou o ex-Prefeito da Congregação da Doutrina da Fé a tomar em mãos a política da Igreja. Como Papa, Bento XVI irá naturalmente continuar a estratégia que ele próprio delineou. E essa estratégia passará por um inevitável aprofundar do diálogo com outras religiões.

Miguel Alexandre Ganhão, Editor de Economia

Sampaio questiona prioridades



Com o debate sobre o referendo ao aborto na Assembleia da República e o prazo de apenas uma semana que existe para discutir, fiscalizar e convocar a data da consulta popular, Jorge Sampaio entendeu que é importante “abordar a actual perspectiva dos calendários políticos e constitucionais” com os partidos políticos. A iniciativa do Presidente da República é já vista como uma tentativa de sensibilizar os partidos para a necessidade de se entenderem sobre a realização do referendo sobre o aborto em 2006, após ter sido efectuada a consulta popular sobre a Constituição Europeia.

Depois de ter enviado um inesperado recado, durante a sua visita oficial a França, sobre a necessidade de se encontrar “uma solução equilibrada” para a lei do aborto, o Presidente da República voltou a dar mais um sinal político de que tem reservas sobre a oportunidade de realizar o referendo sobre a interrupção voluntária da gravidez no próximo Verão, como defende o PS e o BE.

Afinal parece que ainda não somos a república das bananas que o PS/BE tanto desejam!!!!

Louçã quer refendo antes de Julho



O Bloco de Esquerda é autor de um dos dois projectos, o outro é do PS, sobre a despenalização do aborto em discussão na Assembleia da República.
Os prazos previstos pela lei para a convocação de referendos sugerem que a consulta popular sobre o aborto deva acontecer no Verão. A preocupação do Bloco de Esquerda e do seu líder é notória, apesar de Louçã não se comprometer com uma data em concreto, salientou que um referendo em Julho levantaria problemas de mobilização do eleitorado por ser um mês forte de férias familiares.
Por outras palavras, Louçã quer que o referendo se realize antes de Julho, independentemente dos prazos previstos pela lei.
É caso para me levantar e aplaudir entusiasticamente o Sr. Louçã, clap!clap!clap! Destroce-se a lei ao gosto dos políticos, afinal para que fizeram os prazos previstos pela lei? para não os cumprir? clap!clap!clap!

PS quer "destruir" valores



A Federação Portuguesa pela Vida (FPV) defende que o Governo deve apoiar mais a maternidade, a família e os mais necessitados e considerou as propostas socialistas sobre o aborto uma tentativa de destruir os valores da condição humana.
Numa conferência de imprensa, a Federação, que defende o direito à vida, apelou "aos deputados e ao povo português para reafirmem a vontade de construir um país solidário com os mais carenciados".

"Nós não negamos que o aborto clandestino existe, mas muitas pessoas falam sem conhecer a realidade porque os seus números continuam a ser desconhecidos em Portugal", comentou, sugerindo a realização de um estudo profundo sobre a situação.

A presidente da direcção da FPV, Isilda Pegado, afirma que, o projecto de resolução dos socialistas visando a realização de um referendo sobre a descriminalização do aborto realizado nas primeiras 10 semanas de gravidez, a pedido da mulher, "são uma tentativa de destruir os valores da vida e da família e um atentado à dignidade da mulher".

Turquia na União Europeia é um erro grave



O Papa Bento XVI considera a entrada da Turquia na União Europeia um erro grave e anti-histórico.
O Papa diz que, de acordo com a sua opinião pessoal, «histórica e culturalmente, a Turquia pouco pode partilhar com a Europa, pelo que, com todo o respeito que tenho para com esse país, seria um grande erro englobar a Turquia na UE».
Segundo Ratzinger, ainda que «Kemal Ataturk - fundador da actual Turquia - tenha construído uma Turquia laica, esta mantém um fundamento islâmico. Pelo que é diferente da Europa, que é um conjunto de Estados Laicos, mas com fundamentos cristãos».

Estado de graça



Segundo os resultados da sondagem Correio da Manhã/Aximage, 54,5% dos inquiridos têm uma expectativa positiva no Executivo: 16,5% acha que está a governar bem e 38% considera que é igual ao que esperava.

À pergunta sobre o que esperava do actual Executivo, apenas 6,9% dos inquiridos afirmaram que está a governar abaixo das suas expectativas. Por outro lado, 38,6% não manifestaram opinião sobre o que esperava do Governo e aquilo que ele já fez na prática. A abstenção atinge um valor significativo nesta sondagem.
Relativamente à prestação dos líderes partidários, José Sócrates surge em primeiro lugar, com 13 valores, numa escala de 0 a 20. Os líderes do PSD e do CDS-PP, respectivamente Santana Lopes e Paulo Portas, não foram considerados na sondagem, porque estão demissionários. Contudo, os líderes do BE e do PCP foram avaliados e, tal como se esperava, a esquerda continua no positivo: Francisco Louçã (BE) consegue 12,3 valores e Jerónimo de Sousa 11,4 valores.

Concluindo o Governo continua em estado de graça e José Sócrates é o líder partidário que melhor tem desempenhado o seu papel.

Sampaio não gostou!



Segundo o Observatório Europeu dos Fenómenos Racistas e Xenófobos, Portugal é o 4.º país da UE com o maior índice de xenofobia, com 62,47% dos portugueses a mostrarem-se contra a vinda de pessoas de outros países. Apenas a Grécia com 87,48%, a Hungria com 86,53% e a Áustria com 64,37% possuem valores mais altos no maior estudo já feito na UE sobre racismo e xenofobia. Colocando assim Portugal como um dos países da União Europeia onde é maior a atitude de resistência à entrada de imigrantes.

Sampaio não gostou. “Todas as estatísticas mostram que Portugal vai precisar de mais imigrantes nos próximos anos e tem todo o interesse em acolhê-los bem, para que a integração seja bem feita”, afirma no nosso Presidente, mostrando estar a par das situações mais problemáticas com que se deparam os estrangeiros residentes em Portugal. “Há imensas situações de ilegalidade e sofrimento, há exploração laboral, dezenas de casos de crianças sem nacionalidade.
Jorge Sampaio andou pelos corredores e salas de um centro em pleno funcionamento. Nas filas de espera, brasileiros, cabo-verdianos, ucranianos, todos reparavam na comitiva de fato e gravata que percorria o edifício. Alguns reconheciam o político. “Tás a ver? Aquele é o Presidente de Portugal”, dizia, em russo, um homem a levantar o seu pequeno filho no ar em frente a uma sala abarrotada. Por onde passava, Sampaio ia cumprimentando e deixando mensagens de esperança: “Meus senhores, boa tarde. Muito gosto, um pouquinho de paciência.” E desaparecia perante os olhares espantados de quem não esperava ver ali uma pessoa tão importante.

Caro cidadão Sampaio, questiono-o "e quando acabarem os imigrantes? onde pensa ir encontrar mais população para este que diz ser o seu país? a Marte?" a imigração é uma solução a curto prazo, só para não lhe apontar vários outros problemas! Ah, sim! Naturalmente, não estava a ver o seu ponto de vista, isso depois já não será problema seu, não é?
Além de que, sinto-me discriminado... nunca me deu a honra da sua presença, nem no meu local de trabalho, nem em qualquer um das repartições publicas a que me obriga a ir, ah... pois... é verdade sou apenas Português!

Sampaio não gostou! e depois? eu também não!

António Costa força exoneração no SEF



António Costa nega ter exercido qualquer pressão sobre Gabriel Catarino, confirmando ter falado com o ex-director do SEF. “A exoneração é uma decisão exclusiva do senhor director-geral”, afirma. O Governo anunciou entretanto a nomeação de Manuel Jarmela Palos, director-geral adjunto do SEF, para o cargo até então ocupado por Gabriel Catarino. O executivo socialista respondeu com um homem do aparelho do SEF, à destituição de um responsável da confiança política do anterior Governo PSD.

A conversa entre António Costa e Gabriel Catarino, que conduziu à demissão do director do SEF, aconteceu na tarde de segunda-feira. Tratou-se de um curto diálogo, da 17h00 às 17h10, dento decorrido no gabinete do próprio ministro, estando ainda presente um secretário de Estado que se manteve sempre em silêncio. No encontro António Costa perguntou abertamente a Catarino se mantinha o lugar à disposição. Gabriel Catarino respondeu que sim, em obediência à confiança política que a função requer. Recorde-se que o juiz, tal como é hábito em caso de mudança de Governo, mais a mais tratando-se de uma alteração do partido, pôs o seu lugar à disposição em 30 de Março. António Costa colocou então as cartas na mesa. Fez saber a Catarino a vontade do novo Governo em dar ao País um sinal de que algo está em mudança no SEF e perguntou-lhe qual seria a forma mais inequívoca de transmitir esse sinal. Gabriel Catarino terá acusado o sentido das palavras de Costa e retorquiu com o óbvio: a cessação da comissão de serviço do director-geral. Ou seja, ele mesmo. António Costa, após ouvir estas palavras, deu a reunião por terminada.

fonte: CM

quarta-feira, abril 20, 2005

A frustação...

Quando não se tem argumentos, falta de oratória, absolutamente nenhuma educação e a honra é coisa à muito perdida, somos contemplados com o deslumbrante mundo da estupidez!

Anonymous escreveu...
[****] QUE VOS PARIU, AINDA TEMOS FACHOS EM PORTIMÃO. SIM SENHOR.
AINDA EI DE SABER QUEM SAO OS [*******] E PODE SER QUE NOS ENCONTREMOS AI NA RUA, PODE SER QUE ATÉ TENHA SORTE E PARTA A CARA A UM.

FASCISMO NUNCA MAIS

[****] QUE VOS PARIU!


Caríssimo concidadão, penso, referir-se à senhora sua mãe, não? É que a minha certamente não a conhece e pelo palavreado usado deve estar a falar com a sua descendência... Tenha lá vergonha nessa cara, que não deve ter sido essa a educação que lhe deram, e já agora não se esqueça que isso de navegar pela Internet deixa sempre um o IP de onde nos ligamos, o browser, o e-mail que estava no Outlook, não se esqueça do me prometeu!

terça-feira, abril 19, 2005

Temos Papa - Bento XVI



Joseph Ratzinger é o novo Papa. O nome do cardeal alemão foi anunciado cerca das 18h40 locais (17h40 em Lisboa) pelo primeiro dos cardeais diáconos, o chileno Jorge Arturo Medina Estevez. Na varanda da Basílica de São Pedro, Ratzinger, que adopta o nome Bento XVI, surgiu minutos depois, aclamado pelos milhares de pessoas que preenchem o coração do Vaticano. O 265º Papa deu então a bênção "Urbi e Orbi". Com 78 anos, Ratzinger era até agora o prefeito da congregação para a Doutrina da Fé. Está conotado com a moral conservadora da Igreja. O Conclave escolheu esta tarde o sucessor de João Paulo II. Às 17h50, o fumo branco saía da chaminé na Capela Sistina. Cerca de quinze minutos depois, às 18h04, soavam os sinos da Basílica de São Pedro.

6 milhões de euros pelas jóias da coroa



A deslumbrante ministra da Cultura afirma os 6 milhões e tal euros que vai receber em nome de Portugal como indemnização pelo roubo das jóias da coroa dar um jeitão ao mísero orçamento do seu Ministério, isto dito desta forma quase que me leva a duvidar que foram mesmo roubadas... mas, isso advêm do meu mau feitio.

De qualquer das formas a Sr.ª ministra da Cultura espera que o dinheiro vá engrossar os cofres do seu Ministério, um conselho se me permite, não faça muito alarido nos corredores da assembleia, ainda fica sem os milhões em prol de um qualquer ministério mais importante.

Teoria da Conspiração versão 1.0 betta

Sente-se pelo ar denso dos corredores, por detrás dos magníficos cortinados do palácio Bívar que algo se passa, algo de diferente, pelo sussurrar das conversas nos gabinetes voltados a leste, algo está para mudar!
O nosso estimado Vereador Renato Mendes vai deixar o palácio Bívar e gerir a moderníssima ExpoArade - Parque de Feiras e Exposições, decidiu ele ou decidiram por ele. Mas, até aqui nada de novo no jardim das rosas, não fosse a nossa esplendorosa Isilda Gomes querer um cargo digno de mérito, tanto que ela sonha encabeçar as autárquicas, tanto, mas tanto, que tentaram despacha-la para Governador do Algarve, não correu bem, e ao palácio regressou.
O magnânimo Manuel da Luz toma as rédeas nas mãos, afinal é ele o presidente, vai encabeçar as autárquicas, afinca o pé, Isilda na presidência nunca! Ora bem, Renato para o Parque de Feiras e Exposições, avança o senhor que se segue para vice, o Vereador José Sobral, pois uma das rosas mais vistosas do jardim do palácio Bívar como vice seria como uma rosa no meio de um qualquer canteiro da cidade, não ficava bem. Mas… querem ver que depois das autárquicas o Manuel da Luz desiste da poltrona!? avança o Sobral e cortam a água à Isilda?! Querem ver? Ai as coisas de que eu me lembro!